PS Seixal contra aumento das taxas para 2018


Na sessão de Câmara da passada 5ªfeira o Partido Socialista foi a única força política que se opôs à atualização de preços municipais.

A votação estavam as receitas municipais resultantes de taxas, alugueres, admissão em equipamentos e prestação de serviços. A proposta da presidência municipal era de uma atualização de 1,4%. Nos considerandos era referido que “não obstante o contexto económico e financeiro desfavorável, a CM Seixal tem vindo a registar uma evolução positiva da situação económica e financeira, fruto de uma gestão criteriosa e dos esforço dos seus trabalhadores, traduzindo-se em mais investimento e na redução da carga fiscal municipal junto da população, e em simultâneo na prestação de um serviço público de elevada qualidade“.

Com estes considerandos, e face aos resultados financeiros que a CM do Seixal apresentou e uma vez que não há aumento de ordenados no ano 2018, entende o PS que a CM Seixal deve dar o exemplo e apoiar a população, não onerando mais as taxas.

Assim, o PS não pode concordar com o aumento das taxas propostas pela CDU, pelo que votou contra.

Os votos favoráveis de CDU, PSD e BE acabaram por viabilizar o aumento das taxas, para estes serviços prestados pela câmara

No contexto atual o PS considera que este é um aumento que não é essencial e que acaba por onerar, sem expressa necessidade, os munícipes.