Vereadores ouvem as queixas de residentes no Seixal


Marco Teles Fernandes e José Carlos Pereira ouviram no Seixal as queixas de residentes na zona. Falta de estacionamento para residentes e falhas da obra motivam os protestos

O ponto de encontro desta visita foi na Praça da República onde as queixas passaram essencialmente pelo estacionamento, pela desordem de acesso a zonas que não deviam ter carros e pela falta de uma passadeira.

Uma das residentes, com uma casa recuperada há poucos meses, desespera pelo fim das obras, pois para além de ter a casa marcada de trabalhos da obra do Seixal, tem ainda um armário elétrico junto à sua porta que já foi mudado e que leva a ter o piso neste estado, facto inclusive que já motivou quedas de crianças que por ali brincam.

Também foi transmitido que sendo uma zona de muita passagem pedonal, se deveria instalar uma passadeira frente ao restaurante “O Bispo” visto que facilitaria e disciplinaria as passagens.

Outra das reclamações tem a ver com os pilaretes. São em betão/pedra e têm sido retirados pelos próprios residentes/visitantes para acesso automóvel. Uma prática errada que é de condenar.
O Vereador Marco Teles Fernandes e o candidato da lista da CM Seixal, pelo PS, Nuno Moreira ressalvaram ainda que a solução para passagens temporárias e até para facilitar acesso de bombeiros e emeregência, deveriam ser colocados pilaretes rebaixáveis.
O candidato Nuno Moreira fez ainda notar que as próprias caixas de escoamento de água estão já muito lotadas e, nessa altura, ainda não havia um período de chuva ou de chuva e marés cheias, que farão as águas “invadir” o Seixal